17 de fev de 2017

Sugestões de Brincadeiras para o 1º ano

Arranca-rabo

Objetivos: 
Desenvolver a agilidade, a percepção visual e o esquema corporal; realizar movimentos com diferentes velocidades e contrações musculares de diferentes intensidades. 

Material
Tiras de papéis de duas cores e fita para anexá-los na roupa das crianças. 

Procedimentos: 
Separa-se o grupo em duas equipes, cada equipe recebe uma cor de rabo. O rabo será colocado em cada criança e colado com uma fita. Dado o sinal, as crianças de cada grupo devem correr e arrancar o rabo das crianças da equipe adversária, cuidando para ninguém pegar o seu. No sinal do professor, as crianças param e verificam qual equipe conseguiu arrancar mais rabos, sendo a vencedora.


Varal colorido

Habilidades motoras trabalhadas: 
Coordenação motora global, agilidade motora, velocidade e preensão manual.

Desenvolvimento: 
Juntam-se todas as crianças em um espaço aberto, formando uma grande fileira. Todas ficam com um lenço na mão e longe delas arma-se um varal, a uma altura em que elas possam alcançá-los. Dado o sinal, a primeira criança sai correndo e pendura bem rápido o seu lenço no varal. Depois que ela volta ao lugar, sai outra criança e assim por diante.


Joga a Bola! 

Objetivos: 
Contribuir para o desenvolvimento da tonicidade e fixar a dominância de um segmento sobre o outro mediante as vivências motoras.

Procedimentos
Em um espaço aberto, as crianças deverão ficar em forma de círculo. Uma criança será escolhida para ficar no meio da roda com uma bola. Dado o sinal, esta criança jogará a bola para outra criança, que deverá pegar a bola e ocupar o local do centro, a criança que estava no centro ficará no local da que estava no círculo e assim segue a brincadeira.


Quem sou eu?

Forme um círculo com as crianças. Uma criança fica no centro com os olhos vendados, enquanto a roda gira para a direita e depois para a esquerda. O jogador do centro bate palmas e a roda pára. Em seguida, aponta para um amigo que está na roda e este diz bem alto e disfarçando a voz: Bom dia! O do centro terá que reconhecer a voz e dizer quem é o amigo. Se ele acertar, o amigo assume seu lugar. Se errar, terá que fazer outra tentativa passando as mãos no rosto do amigo. Se ainda assim errar, ele sai do centro e fica uma vez sem jogar.


Gangorra 

As crianças põem-se de pé de frente um para o outro, com as mãos dadas e os braços estendidos. Enquanto um se abaixa, flexionando os joelhos, o outro estica-se até ficar na ponta dos pés.


Caracol 

As crianças dão-se as mãos sendo que o educador fica na ponta: o educador começa a enrolar, a entrelaçar por entre as crianças, formando um caracol.

Refazendo o túnel

No pátio o professor coloca as crianças dispostas em quatro fileiras com o mesmo número de crianças. Elas formarão dois túneis, ficando um de frente para o outro, corpos afastados, com os braços estendidos para o alto e de mãos dadas. A um sinal do professor, as duas últimas crianças de cada fileira iniciam a passagem por baixo do túnel, sendo seguidos pelos colegas.


Bola ao alvo

Condutas trabalhadas:
Tonicidade (força muscular), organização espacial, coordenação viso-motora. 

Material: 
Uma bola de borracha n.º8 e um bambolê. 

Desenvolvimento: 
O professor dispõe as crianças em fila e fica de frente para eles, a uma distância não muito grande. No meio do espaço entre professor/turma fica um bambolê no chão. O exercício consiste em jogar a bola para a primeira criança da fila batendo-a no chão dentro do bambolê. A criança então pega a bola e a joga de volta para o professor, tentando fazer o mesmo movimento (batendo-a dentro do bambolê). Assim que todos tiverem ido, o professor pode aumentar a distância entre ele e as crianças, fazendo com que elas tenham de lançar a bola batendo-a no chão um pouco mais forte.


Espantalho

Forma-se duas equipes com o mesmo número de integrantes cada uma, sendo que uma criança de cada equipe deverá ser o espantalho. O professor prende a mesma quantidade de grampos na roupa de cada espantalho. Dado o sinal de início, os primeiros de cada equipe começam a tirar os grampos dos espantalhos, colocando-os dentro de um pote. Dado o próximo sinal, os dois participantes entregam os potes para os próximos da fila, que continuam a brincadeira. A brincadeira continua até que todos os grampos sejam retirados. Depois disso, inicia-se novamente a brincadeira escolhendo outros espantalhos.


Andando em zigue-zague


O professor deverá colocar diversas caixas de papelão afastadas umas das outras. As crianças deverão caminhar em ziguezague ora para fora, ora para dentro até o final do percurso com os cones. Esta atividade tem como objetivo fixar a dominância de um segmento sobre o outro mediante um máximo de vivências motoras e experimentar ao máximo os movimentos que requeiram o uso diferenciado de um lado e do outro do corpo.


Fonte: 

http://educacaoinfantilummundoadescobrir.blogspot.com.br/2010/12/sugestoes-de-brincadeiras-para-educacao.html


0 comentários:

Postar um comentário